Resenha: O Espião



É 1908 e acumulam-se tensões internacionais enquanto o mundo caminha inexoravelmente para a guerra. Após um talentoso projetista de canhões de couraçados morrer em um aparente suicídio, sua filha, angustiada, recorre à lendária Agência Van Dorn para limpar o nome do pai. Van Dorn põe seu principal investigador no caso, Isaac Bell, que logo percebe que as pistas apontam não para suicídio, mas para assassinato. E quando se seguem outras mortes mais suspeitas, fica evidente que alguém — um ardiloso espião — está orquestrando a eliminação das mentes tecnológicas mais brilhantes... Mas isso é apenas o começo.

Título: O Espião
Autores: Clive Cussler e Justin Scott
Editora: Novo Conceito
Páginas: 416
Avaliação:




Tudo começou com a morte de Arthur Langner, um americano projetista de canhões. Sua filha recorre a Agência Van Dorn para investigar o caso. Primeiramente o caso foi considerado suicídio, mas Dorothy Langner não está nem um pouco convencida de que seu pai seria capaz de tirar a própria vida. 

Surpreso com a determinação de Dorothy, Isaac Bell resolve assumir o caso e investigar mais a fundo a morte do talentoso projetista. 

A partir daí Isaac descobre que o caso é muito maior do que ele imaginava. Logo em seguida aconteceram mais mortes e parecem que todas estão interligadas. Mas quem estaria por trás de tanta crueldade? Qual a finalidade do Espião?

Um livro com um enredo fantástico. Clive Cussler soube escrever um ótimo livro, com as personagens inteligentes e audaciosas. A proposta do livro é bem diferente, envolve as grandes potências da época que antecede a Primeira Grande Guerra e a busca por melhores artifícios bélicos.

Isaac Bell é um detetive espetacular que está sempre atento aos detalhes do que está acontecendo ao seu redor. Conta com o apoio de toda a Equipe Van Dorn, com homens capazes, muito bem instruídos, mas que não chegam aos pés do famoso detetive Bell. Eles estão à procura do Espião que está ameaçando a segurança dos Estados Unidos e  prestes a lançar o país em um Guerra não esperada.

Já o Espião possui um mente brilhante, com pensamentos sempre além dos pensamentos de uma pessoa comum. Não mede esforços para alcançar seu objetivo.


A única coisa que me incomodou no livro foi no excesso de detalhes, o que acaba tornando a leitura um pouco cansativa e confusa em alguns momentos. 

A capa está perfeita e a diagramação está impecável. A Novo Conceito como sempre está de parabéns pelo ótimo trabalho. 

Depois de pesquisar descobri que esse é o terceiro volume da série de Isaac Bell, mas é o primeiro a ser lançado no Brasil. Apesar de não ser o primeiro volume da série, não interfere em nada no entendimento da obra. 

Recomendo a leitura pra quem procura um livro de espionagem com tudo o que tem direito!

5 comentários:

  1. Oiie,

    Estranho o terceiro ser lançado antes do primeiro. Mas, já li algumas resenhas não tão positivas sobre o livro, que antes tinha muita vontade de ler, mas, agora nem tanto.

    Beijos

    Amigas entre Livros

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Ainda quero ler esse livro
    a começar pela capa, mt bonita!
    ótima resenha


    Lucas / era uma vez...
    livrosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Terceiro livro da série? Espero que a Novo Conceito lance os outros por aqui. Eu gosto de detalhes e muitos, senão fico perdida as vezes rs

    Bianca
    Um Universo Fantástico

    ResponderExcluir
  4. Oi flor,
    Logo quando vi esse livro fiquei bastante ansiosa pra ler, por se tratar de espionagem.
    Mas o que me desanimou é esse detalhes em excesso...
    Mas ainda vou ler sim rs
    Adorei sua resenha.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Logo quando li a sinopse me interessei, eu adoro livros e filmes sobre mistérios e coisas do tipo. A capa dele é super linda né, também com ar de mistério. Ainda não li este livro, mas pretendo. Tem vários na minha lista de 2012. Faz tempo que não leio e nem vejo um livro de mistério bom, mas talvez ''O Espião'' possa mudar isso. Também não gosto muito do excesso de detalhes, as vezes fica bom e as vezes não.
    Só isso, querida. Parabéns pelo blog e sucesso!

    Beijos.
    @LePollita - Comentadora.

    ResponderExcluir