Resenha: Os homens que não amavam as mulheres - Millennium #1


Primeiro volume de trilogia cult de mistério que se tornou fenômeno mundial de vendas, "Os Homens que Não Amavam" as mulheres traz uma dupla irresistível de protagonistas-detetives: o jornalista Mikael Blomkvist e a genial e perturbada hacker Lisbeth Salander. Juntos eles desvelam uma trama verdadeiramente escabrosa envolvendo a elite sueca. 

Titulo: Os homens que não amavam as mulheres (MILLENNIUM #1)
Autor: Stieg Larsson
Editora: COMPANHIA DAS LETRAS 
Número de páginas: 528
Avaliação: ♥♥♥♥♥


Stieg Larson construiu uma trama incrível, capaz de prender o leitor desde as primeira páginas. Um livro de investigação inteligente, com várias surpresas, mistérios e reviravoltas.

Primeiramente conhecemos Mikael Blomkvist, um jornalista e dono da revista Millennium que acaba de publicar uma reportagem falando de um grande empresário sueco. No entanto ele foi enganado e, como consequência, foi acusado por difamação e terá que pagar uma indenização e uma sentença de três meses de prisão. Sua vida está uma bagunça e, para não atrapalhar a Revista, ele decide se afastar durante um tempo.

Sabendo que Mikael passa por uma situação delicada, Henrik Vanger, um conhecido empresário aposentado, decide fazer uma proposta interessante a ele: durante esse período que ele estará afastado de seu trabalho deverá escrever a biografia de Henrik Vanger. Em troca ele receberá uma quantia considerável, além de informações valiosas que poderá ser útil para limpar seu nome.

Henrik designa também uma outra função a Mikael: durante sua estadia em Hedeby ele deverá investigar todos os fatos referentes ao desaparecimento de Harriet Vanger, filha do irmão de Henrik, que está desaparecida há 40 anos. Henrik dedicou toda a sua vida a esse mistério, mas nunca conseguiu descobrir o que aconteceu no tumultuoso dia do desaparecimento.

Lisbeth Salander é uma garota diferente. Ela trabalha como investigadora freelancer em uma empresa de segurança. Lisbeth foge a todos os padrões que estamos acostumados a encontrar nos livros e na vida real. Com uma aparência desleixada, calada e misteriosa, ela surpreende a todos quando realiza seu trabalho. 

A vida de Lisbeth e Mikael se entrelaçam durante a história e, juntos, percebem o quanto estão envolvidos em todo esse mistério e complicação que é a vida dos Vanger. Mesmo assim estão determinados a descobrir todos os segredos por trás dessa família.

Lisbeth é a melhor protagonista que já encontrei, envolvente e misteriosa.

Simplesmente um livro perfeito, sem defeito algum. Com uma escrita envolvente e detalhista, Larson consegue manter o leitor concentrado em sua história. Não conseguimos desviar os olhos da página para não perder nenhum detalhe dessa investigação. 

Um livro com cenas marcantes, um mistério impressionante e personagens profundos, muito bem desenvolvidos. Além de um final surpreendente. Todos os detalhes apresentados tem um significado, uma importância. O autor não deixa nenhuma ponta solta, todos os fatos se encaixam e se completam. 

Posso afirmar, sem dúvida alguma, que foi a melhor leitura de 2012. Recomendo a todos. Minha próxima compra será os outros livros dessa fascinante trilogia.

1 comentários:

  1. Já estava louca para ler esse livro e agora, depois da sua resenha, fiquei ainda com mais vontade. Parece ser mesmo um livro muito bom, envolvente e cheio de mistérios, do jeito que eu gosto. :)
    bjs

    ResponderExcluir