Resenha: Firelight

Oi gente, hoje (depois de algum tempinho) teremos resenha! Dessa vez o livro escolhido foi Firelight! Gostaríamos de pedir desculpas pelo abandono do blog... Garanto que a partir de hoje ele receberá mais atenção, rs. Bom, vamos lá... espero que vocês gostem da resenha!


"A jovem Jacinda é especial. Além de pertencer a uma espécie descendente de dragões cuja maior habilidade é poder alternar entre a forma humana e a animal - os draki -, ela é uma das únicas de seu clã que consegue cuspir fogo. Quando uma atitude rebelde ameaça a existência dos outros membros de sua comunidade, ela e sua família têm que fugir e viver disfarçadas entre os humanos. Na nova escola, Jacinda precisará esconder seu segredo de todos e aprender a controlar seu espírito draki, que teima em se manifestar logo na presença do belo e charmoso Will, um caçador de dragões. Os dois se apaixonam e irão fazer de tudo para que os muitos segredos e diferenças que os separam não os impeçam de viver esse amor."

Título: Firelight - O inimigo está próximo
Autora: Sophie Jordan
Páginas: 291 
Editora: Agir 
ISBN: 9788522011957 
Publicação: 2011 
Compre: Submarino | Saraiva | Cultura
Avaliação: ♥♥♥


Quando li a sinopse de Firelight percebi que precisava ler esse livro, porque além de ser fantasia, falava de dragões! Como estava muito ansiosa para ler acabei criando muitas expectativas (o que nunca é bom) e acabei me decepcionando um pouco com a leitura, infelizmente, porque não é um livro que te prende até o fim. Tem várias partes que a leitura se torna um pouco cansativa! 


Jacinda, uma draki cuspidora de fogo desobedece as regras de seu clã e coloca todos em risco. Para não ser punida, Jacinda foge com sua mãe e sua irmã gêmea. 
Tamra, a irmã gêmea de Jace, nunca desenvolveu seu draki. A mãe das meninas deixou seu draki morrer e agora quer que Jace também mate seu draki, mas ela sabe que não poderá fazer isso, pois é como se também estivesse morrendo! 

Para complicar ainda mais a situação, Jace se apaixona por Will, um caçador de dragões! Agora a vida dos dois estão cada vez mais próximas... o que fazer se o homem que deveria ser seu pior inimigo é o único que consegue despertar seu draki, que está ficando cada vez mais atrofiado? 

O livro, apesar de não ser nem de longe o melhor livro que li esse ano, também não pode ser considerado o pior! Estou aguardando a continuação, pois o final de Firelight deixa muitas pontas soltas que serão resolvidas no próximo volume! Estou aguardando continuação e esperando que ele seja um pouco melhor!

2 comentários:

  1. Nunca li uma resenha deste livro, e achei que ele fosse um livro super bom. Às vezes, o primeiro volume não é bom, mas no segundo o autor/autora consegue exprimir melhor as ideias. É o que falam daquelas série "Imortais" da Alyson Noël: tenho quase todos em casa, mas ainda não li nenhum. As pessoas não falam muito bem dele, mas sempre pegam o próximo pra ler, porque a curiosidade é muita, rsrs.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Lara,expectativas sempre geram decepções.Por isso sempre evito este sentimento, mas é impossível quando se quer muito ler um livro. Eu entendo você. Mas que pena! Mas acho que vale a oena a gente passar por isso, faz parte da vida de quem ama os livros.
    Adorei sua resenha.
    Beijos meninas

    ResponderExcluir