Resenha: O Último Olimpiano - Rick Riordan


Os meios-sangues passaram o ano inteiro preparando-se para a batalha contra os titãs, e sabem que as chances de vitória são pequenas. O exército de Cronos está mais poderoso que nunca, e cada novo deus ou semideus que se une à causa confere mais força ao vingativo Senhor do Tempo. Enquanto os olimpianos se ocupam de conter a fúria do monstro Tifão, Cronos avança em direção à cidade de Nova York, onde o Monte Olimpo está precariamente vigiado. Agora, apenas Percy Jackson e seu exército de heróis podem detê-lo. Nesse quinto livro da série, o combate que pode acarretar o fim da civilização ocidental ganha as ruas de Manhattan, e Percy tem a terrível sensação de que sua luta, na verdade, é contra o próprio destino. Revelada a sinistra profecia acerca do décimo sexto aniversário do herói, ele enfim encontra seu verdadeiro caminho.


Quando é pra falar desse livro eu escrevo com muita alegria, porque finalmente encontramos o final de toda luta contra titãs, mas é ruim saber que a coleção acabou! =S
Dessa vez a Grande Profecia é revelada, e cabe a Percy a decisão de salvar ou destruir o Olimpo. Como lemos em “A Batalha do Labirinto”, Cronos foi libertado do Tártaro e assumiu o controle do corpo de Luke.
Agora sim temos todos os ingredientes necessários para uma verdadeira luta entra Titãs e semideuses!
O Acampamento se junta numa tentativa de proteger o Olimpo e derrotar os inimigos. Mas como sempre tem um do contra em tudo que fazemos, no livro não poderia ser diferente... no meio de tantos heróis tem um que está passando as informações para o inimigo.
Contamos com a ajuda de Nico, um dos personagens resgatados por Percy no terceiro livro, para um grande feito realizado pelo nosso herói!
Temos um desfecho para quase tudo: como termina a batalha; o destino de Parcy e Aannabeth; o destino de Grover; o destino de Rachel (que é surpreendente *-*); o destino do mundo, afinal... mas Rick nos deixa feliz, porque o livro deixa no ar uma nova profecia, que fala de alguns semideuses novos!!! Pronto, não precisamos nos desesperar a toa. Nosso autor favorito acende a chama da esperança... simplesmente incrível, uma narrativa viciante, que não deixa espaço para pausas. R-E-C-O-M-E-N-D-O.



Título Nacional: O Último Olimpiano
Ano de Lançamento: 2010
Número de Páginas: 384 páginas
Editora: Intrínseca
Tradutor: Raquel Zampil


Nota 10 de 10! 

0 comentários:

Postar um comentário