Resenha: Julieta Imortal - Stacey Jay


Autora:  Stacey Jay

Editora:  Novo Conceito
Páginas:  240
Lançamento:  Novembro de 2011
Classificação NPL: 3/5
Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava,seu marido,Romeu Montecchio,que fez o sacrifico para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Juliera teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da luz. Por setecentos anos,Juliea lutou para preservar o amor e as vidas inocentes,enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano. Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido,Romeu fará tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela. Segredos,mistérios e surpresas envolvem este poderoso romance em que o casal mais famoso da literatura mundial tem a chance de contar sua verdadeira história.



Estas alegrias violentas, têm fins violentos
Falecendo no triunfo, como fogo e pólvora
Que num beijo se consomem.

(Romeu e Julieta – William Shakespeare)

Não sou muito fã de Shakespeare, e mesmo sabendo que essa não era a historia original, li “Julieta Imortal” com um pouco de receio. Uma distorção sobrenatural sobre os eventos que levaram o casal à morte precoce. Stacey Jay, pode-se dizer, foi um tanto ousada ao criar sua versão do clássico. E também foi muito original. Afinal, apontar Romeu como o cruel assassino de Julieta é um grande risco que ela  assumiu.


Alguns aspectos da trama eu realmente apreciei, como o personagem Ben – o verdadeiro mocinho da história. Decidido,gentil, bonito e... Em resumo: o sonho de toda garota.
Devo confessar que Romeu também me deixou um pouco encantada. Apesar de tudo.


Mesmo possuindo aspectos positivos, a obra de Stacey Jay deixou muito a desejar.As palavras se cruzam e deixam um tanto confusa a história. O ritmo da narrativa e a construção do texto são uma verdadeira enxurrada de palavras. 
Achei muito difícil me ligar aos personagens, entrar no rítimo da história e me apaixonar - Itens que julgo necessários para a construção de bons livros.

Não apreciei a caracterização da protagonista, Julieta, que considerei um pouco desorientada e aérea.
A autora se apressou em alguns acontecimentos,especialmente nos eventos finais. Eu realmente não me convenci com a forma como o livro terminou. Achei um romance bonitinho, mas me decepcionou pela surrealidade. Um tanto "agua com açúcar", apesar de de diferente.

A maior história de amor de todos os tempos foi completamente eliminada - fato que é necessário ressaltar. Nem a sombra do amor arrebatador,inconsequente e íntegro de Romeu e Julieta prevaleceu.  Entretanto para os leitores mais ávidos por um romance leve,o livro provavelmente agradará.



"Ela não me ama. Ama outro. Está corada como uma rosa que está florescendo,embora eu tenha a arrancado de suas raízes muito tempo atrás. Ela é a minha alma gêmea Não deveria brilhar para mais ninguém além de mim. Isso me dá vontade de matá-la. Matá-lo também. Acabar com todas as pessoas desta cidade,qualquer um que tenha sido testemunha desse novo amor,dos seus olhares e dos seus suspiros.

Por enquanto é isso. 
XOXO. Samella Cunha

3 comentários:

  1. Olá meninas,
    Sam que resenha! puxa, eu fiquei meio que frustada com a minha, pois eu também encontrei muitas falhas. Mas o povo gostou mesmo deste livro, kkk
    Bem, o livro não é ruim, só tem uns defeitinhos, né? Adorei sua resenha, beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Sam, oi Lara, tudo bem??

    Adorei a resenha! Mas vou assumir, não cheguei nem na metade e o abandonei. Achei muito confuso, e pelos comentários achei que fosse o máaaximo. É legalzinho, mas não achei lá aquelas coisas. Claro, é a minha opinião né!

    Beeeijos, Pâh
    P.S: Minha primeira visitinha, amei aqui!
    www.nas-paginas-de-um-livro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Gostei da sua resenha !!

    *Bye*
    @lporromances
    loucaporromances.blogspot.com

    ResponderExcluir